A todos os que visitais este espaço, votos sinceros de paz e bem!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

SÃO FRANISCO E O PRESÉPIO

SÃO FRANCISCO E O PRESÉPIO
Aprendi a gostar de São Francisco de Assis ao longo da minha vida. Sempre encontrei vestígios dele no rosto de certos irmãos da minha Província. È difícil dizer o que mais me encanta. Tudo em S. Francisco é força na sua fragilidade e ternura vigorosa. Quando olho para ele lembra-me de Jesus Cristo, os dois se parecem um com o outro. Cristo nasce num Presépio Francisco começa a vida numa cabana. Ambos despojados de suas vestes. Francisco de Assis, homem simples, caminha pelas ruas a dizer que o amor não é amado. Vai gastando as forças a dizer aos homens que é preciso mudar o coração, e fazer penitência. Fica horas noites e dias em oração.
São Francisco gosta de viver nas grutas e nos espaços ainda não maltratados pela mão do homem, o que pouco se faz nos nossos dias. Francisco faz da sua vida uma caminhada contínua para Deus. Todo ele é a própria oração. A devoção à Santíssima Mãe de Deus foi sempre muito forte e sempre nutriu grande veneração e recomenda- a as seus frades.
Greccio, o nosso Belém, onde ninguém como Francisco soube tão bem festejar o nascimento de Jesus Menino na terra. Greccio é despojamento e alegria. Frades encantados com as maravilhas de Francisco. Homens e mulheres de tochas acesas nas mãos extasiados ao redor do presépio!
Francisco, feito anjo de Deus, canta Glórias ao Criador do Mundo. Humildemente em palhas deitado, pobre Deus que se torna criança.
Já lá vão uns anos largos, que passei por Greccio. Recordo com alegria a alegria o poder estar no sítio onde Francisco foi o primeiro construtor do presépio. Parece que estava a ver Francisco dançarino a cantar “Glória a Deus nas Alturas” ao Deus feito Criança.
Em Greccio, como no Alverne, Francisco encanta-nos entre abismos do verde das montanhas, o Serafim que recebe as chagas de Jesus. Ele me encanta e a todos que por ali passam. È nestas terras da Umbria que Francisco vai atrás dos leprosos, dos mais abandonados e dá tudo a todos na vida das pessoas.
Pus-me a imaginar essa gente simples de pés descalços no chão e de braços levantados com São Francisco a louvar o Senhor, deixando que o Irmão Sol lhes aquecesse o corpo…Como seria, meu Deus!!!
Francisco sem preocupações mundanas, sem bens materiais, não reclama nada para si. Homem belamente humano. A vida de Francisco de Assis foi uma vida de Presépio e Calvário.
A minha paixão por Francisco de Assis continua viva no seguimento de Cristo, em fraternidade e confiante partilha. Deus é pertença de todos em quem devemos colocar o coração.

Frei José de Jesus Cardoso, OFM.

2 comentários:

Kenosis disse...

Grata pelo belo texto, Frei! "Deus é pertença de todos em quem devemos colocar o coração"! Que bela meditação! Sempre penso em adorar o nosso Deus dentro de cada irmão. E como o amado Francisco soube encontrá-lo e adorá-lo dentro de cada irmãozinho.Que Deus Amor nos permita vê-Lo sempre e adorá-Lo dentro de cada um a nossa volta! Deus lhe pague muito por partilhas que nos levam ao Todo necessário, que é o nosso Deus de Amor!Pedindo sua bênção e orações, a menorzinha de suas irmãzinhas!

Kenosis disse...

Pax Christi, Frei! Passo pra desejar um Santo Natal, pleno de Deus Amor! E pra dizer que tem presente de Natal lá em casa para o senhor! Pedindo sua bênção e orações,grande abço in Domino et Maria semper!

 
© 2007 Template feito por Templates para Você